quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Assim... Simplesmente

Hoje eu acordei com uma vontade danada de gritar!
Hoje eu acordei com uma vontade danada de chorar!
Hoje eu acordei com uma vontade danada de morder...
Hoje eu acordei com uma vontade danada de te ver...

De rir sozinha.
De comer sardinha.

Hoje eu acordei com uma vontade danada de dançar!
Hoje eu acordei com uma vontade danada de chapar!
Hoje eu acordei com uma vontade danada de comprar.
Hoje eu acordei com uma vontade danada de solfejar.

De girar nua.
De tomar banho de chuva.

Hoje eu acordei com uma vontade danada de costurar meu coração.
Hoje eu acordei com uma vontade danada de poder te dizer não.
Hoje eu acordei com uma vontade danada de mudar minha postura.
Hoje eu acordei com uma vontade danada de fazer uma loucura.

De te agarrar na rua,
De te levar pra ver a Lua.

Hoje eu acordei com uma vontade danada de seguir.
Hoje eu acordei com uma vontade danada de rir.
Hoje eu acordei com uma vontade danada de te irritar,
Hoje eu acordei com uma vontade danada de te enciumar.

Me deu vontade de te fazer triste por sentir minha falta.
E te alegrar com minha presença.
Mas a minha ausência é tua paz,
Tua distância é minha conseqüência.

Hoje eu acordei com uma vontade danada de amar,
Mas as circunstâncias só fazem interrogar.
E a reposta mais óbvia me vêm a mente.
Você não me ama...
Assim, simplesmente.

3 comentários:

Krika disse...

Ai ai guria!!
Muito bom o texto, mas tristão esse final...


"Onde já se viu o mar apaixonado por uma menina?
Quem já conseguiu dominar o amor?
Por que é que o mar não se apaixona por uma lagoa?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar?"
(Teatro Magico)

PS: Pq será q eu tbnm qse sempre concordo com o q vc escreve?! O.o

beijões mil!

Thiago disse...

Hoje eu acordei com uma vontade danada de não acordar...

Lasombra Ribeiro disse...

Hoje eu acordei com uma vontade danada de não acordar...