segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Sapa!

Coachei no meio do lago
Mas quando eu te vi do meu lado
Vermelha eu fiquei
E meu coachar calei

Emudeci...
Meu coração acelerou
Meu olhar não mais piscou
E mesmo assim a luz eu vi

Era um príncipe que vinha margeando minha lagoa. Eu estava repousando sobre as pedras ouvindo Djavan. Ele me olhou e por ventura ou azar havia um sapo ao meu lado e ele se foi... Me afastei do sapo, ele estava me fazendo mal. No fim fez-se passar por príncipe, mas não deu certo, ele jamais seria um príncipe, pois não era de sua natureza.
Eu já não sabia bem quem eu era, o que eu era... Partindo do pressuposto que eu estava residindo numa lagoa, passava grandes períodos submersa e meu reflexo na água era verde... Acho que eu era uma sapa mesmo... Mas eu já tinha sido outra coisa, isso era certo.
Acho que talvez eu tenha sido princesa três vezes, ou bem assim me senti por três vezes, compreende? Fui assim tratada como tal e fui feliz, tão feliz quanto uma princesa poderia ser, mas diferente dos contos de fada eu não fui feliz para sempre (por enquanto).
A diante com nossa história, pois o tempo não está barato hoje em dia... Passaram-se algumas semanas e eu continuava na minha pedrinha limosa do lago. Eis que ele voltou e dessa vez não havia sapo nem nada que impedisse a aproximação dele. E assim foi, ele arqueou as pernas, mas pela altura me via de cima.
- Bom dia.
- Bom dia, príncipe... Tu é um príncipe, né?
- Sim, eu sou... E tu? O que é?
- Ora... O que tu vê?
- Eu vejo um olhar de princesa, um coração de princesa... És uma princesa?
- Não sei mais o que eu sou... Eu sei que tu é lindo... E eu te adoro.
- Eu também te adoro... Mas eu preciso ir.
- Tu volta?
- Sim.
- Logo?
- Não tanto.
- Deixa algo de ti comigo, pra recordar?
- Deixo meu lenço amarelo... Pode ser?
- Claro.
Ele se foi e deixou o lenço amarelo... Ela cuidou do lenço com carinho e afeto.

Não sabia
Somente estava esperando
Um dia ele voltaria?
Ou ficaria só sonhando?

O fim dessa história
Não sou eu quem vai escrever
O destino vai tecer
Mas não sei se ele vai me querer

Tem um sorriso lindo
Que me faz tremer quando vem
E quando vai indo...

E ainda por cima... Tem nome de príncipe... Ai ai

Um comentário:

jackeline disse...

acho q eu conheço essa história de lenço amarelo rs